A LISTA DE SCHINDLER


A LISTA DE SCHINDLER

Longa-metragem a preto e branco (à excepção de um pormenor e da secção final), realizada por Steven Spielberg em 1993, Schindler’s List centra-se na actuação do industrial Oskar Schindler durante o Holocausto. O filme foca a evolução da personagem principal que, surgindo, no início como um oportunista, sofre uma transformação ao assistir a um ataque nazi ao gueto judeu de Varsóvia e acaba retratado como um herói que salvou centenas de pessoas do extermínio. Ao longo do filme, Schindler perde a sua ambiguidade inicial e assume verdadeiramente uma condição de líder, carismático e benemérito. Para além disso, A Lista de Schindler é a mais notável reconstituição cinematográfica de uma experiência dramática da História recente da Humanidade.

Embora a figura central do filme seja Schindler e uma intenção óbvia da obra seja prestar-lhe homenagem, a realidade documentada é mais vasta: é a própria vivência do Holocausto, tanto da parte das vítimas como da parte dos carrascos. Esta amplitude do filme é, em parte, devida ao excelente trabalho dos actores, com destaque para Ben Kingsley (que representa Yitzhak Stern, o judeu que é o braço-direito de Schindler e aprende a respeitá-lo e a prezá-lo), Ralph Fiennes (que faz de Amon Goeth, o comandante do campo de concentração, caracterizado pela crueldade e pela arbitrariedade dos seus actos) e Embeth Davidtz (Helen Hirsch, a judia por quem o comandante nazi inconfessadamente se apaixona). O papel principal é desempenhado por Liam Neeson que viu a sua carreira ser projectada com este papel, tendo inclusive recebido uma nomeação para o Óscar de Melhor Actor.

A película termina com uma sequência a cores, de poucos minutos, em que se assiste à homenagem sincera de figuras reais – nomeadamente alguns dos sobreviventes do Holocausto retratados na história de Schindler, aos quais se junta o realizador em pessoa – depositando, à maneira judaica, pedras na sepultura do seu benfeitor.

A película foi a grande vencedora da Noite dos Óscares, tendo recebido um total de sete galardões nas categorias de Melhor Filme, Realizador (Spielberg), Argumento Adaptado (Steven Zaillian), Direcção Artística (A. Starski), Fotografia (Janusz Kaminski), Montagem (Michale Kahn) e Banda Sonora (John Williams).

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: